Os ‘Talentos do chorinho paraibano’


Grupo Oitavas no Choro está no CD que reuniu os expoentes do choro da Paraíba

O grupo Oitavas no Choro acaba de fazer o primeiro show do lançamento do CD Talentos do Chorinho Paraibano, produzido com recursos do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos do Estado da Paraíba. A apresentação do disco aconteceu em fevereiro, na Praça Rio Branco, centro de João Pessoa, durante a programação do projeto Sabadinho Bom.

O CD também conta com a participação de outros grupos de choro paraibanos tais como Duduta e seu Regional, Manoel Cirne e Grupo Sanbred Trio, de Campina Grande, além do Chorisso, que junto com o Oitavas no Choro, são representantes de João Pessoa na coletânea musical.

 O CD também foi lançado em uma apresentação conjunta de todos os grupos integrantes da obra, numa apresentação ocorrida no Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), conhecido também como Museu dos Três Pandeiros, em Campina Grande.

Este é um feito inédito produzido no estado da Paraíba, em que vários grupos de choro uniram-se em torno de um objetivo comum, que era registrar e apresentar ao público paraibano e brasileiro, em um único disco, as experiências e produções de artistas locais desse gênero de música instrumental que é símbolo da própria identidade da música brasileira de qualidade.

Em depoimento à Revista do Choro, Edônio Alves, pandeirista do grupo Oitavas no Choro falou um pouco sobre como está o choro hoje na Paraíba:

– A cena do choro na Paraíba, notadamente em João Pessoa e em Campina Grande, é bastante movimentada. Na capital do estado há o projeto Sabadinho Bom, criado pela Funjope – Fundação de Cultura da Prefeitura de João Pessoa, no qual todo sábado há apresentações de grupos de chorinho da Paraíba e, às vezes, de outros estados.  Em Campina Grande, por outro lado, a cena é esquentada com a tradicional roda de choro aos domingos, na residência do músico e compositor, Duduta, cujo regional integra também o CD ‘Talentos do chorinho paraibano’. Além disso, é comum haver chorinho na agenda de alguns bares de João Pessoa nos fins de semana, espaços que empregam músicos e são uma vitrine viva para nosso gênero musical – comenta Alves.

Tiragem limitada e venda direta com os músicos

A distribuição do CD, que teve tiragem limitada, ainda está sendo feita de maneira artesanal pelos próprios músicos do projeto. Para adquirir o disco, o interessado deve entrar em contato diretamente com algum dos músicos do CD, como nos contou Alves:

– O CD pode ser adquirido apenas diretamente junto a qualquer músico que participou do projeto, já que todos receberam uma cota de exemplares para doação, distribuição ou venda.

O resultado positivo do lançamento do CD ‘Talentos do chorinho paraibano’ em João Pessoa despertou a atenção do Sesc, que está apoiando o grupo em viagens para fazer o lançamento do disco, como a que fizeram para Natal (RN).

Oitavas_Imprensa 1Choro na Paraíba tratada

Os chorões do ‘Oitavas’ são:

Cornélio Santana – é servidor público federal, músico instrumentista e compositor, formado no bacharelado de Música da UFPB em flauta transversal. Participou da Banda Sinfônica José Siqueira, da Metalúrgica Filipéia e do Grupo de choros Pixinguinha. Fez diversas participações em CDs e shows com artistas paraibanos, a exemplo do Coral Voz Ativa, da Banda Tocaia, da cantora Joana Belarmino e de compositores como Sandro Pita, Livardo Alves, entre outros. Foi vencedor da etapa estadual do I Festival Nacional de Música da ARPUB, ficando em segundo lugar na votação pela internet, na etapa final da disputa nacional. Também foi um dos selecionados para a Mostra SESC de Música Paraibana de 2010 e 2011. Possui, em seu repertório de composições, variadas peças musicais como choros, baiões, cirandas, valsas e conjuntos de câmara. Atualmente, também toca no grupo de música instrumental ‘RHC Trio’.

Manoel Linhares de MEDEIROS – é instrumentista com formação autodidata em violão e cavaquinho. Já participou do Grupo Musical Madalena e do grupo de samba Sob Medida, na cidade de Porto Velho-RO. Retornando à Paraíba, retomou sua trajetória de músico intuitivo no Oitavas no Choro. Atualmente, está também participando do Trio Sob Medida.

João Maria – músico versátil e instrumentista com amplo domínio do violão de Sete Cordas, um dos instrumentos mais tradicionais dos regionais de choro. Participou da Orquestra de violões da Paraíba, do Grupo de choro Pixinguinha, do grupo Pura Raiz e do Clube do Choro da Paraíba. Tem participação em vários cd’s de artistas locais.

Edônio Alves – é professor universitário, jornalista e poeta com formação em pandeiro pela Escola Portátil de Música da Uni-Rio, no Rio de Janeiro, onde estudou com Celsinho Silva, filho do famoso pandeirista fundador do grupo carioca de chorinho, Época de Ouro, o grande Jorginho do Pandeiro. Tocou em rodas de choro com vários chorões cariocas, já integrou o grupo pessoense, Choramigo, e hoje é um dos novos integrantes do Oitavas no Choro.

Maryson GUGA Borges – é instrumentista e músico autodidata. Seu percurso musical inclui, além de estudos da técnica violonística, uma trilha teórica de estudos ligados à Harmonia, à Composição e à compreensão histórica e estética da música brasileira do século XX e do jazz. No Oitavas no Choro, toca violão de seis cordas.

imprensabr
Author: imprensabr

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.