Artigos






Screenshot_2020-09-20-09-28-18
Leonor Bianchi Sempre insisto nas correlações do choro com o cinema, um assunto ainda a ser tratado com merecida profundidade numa pesquisa mais ampla que penso em um dia fazer. Desde Carmen Miranda dezenas de músicos brasileiros se apresentaram fora do Brasil e participaram de filmes norte-americanos e de produções […]

Waldir Azevedo no filme “Como yo no hay dos”


Marcus Pereira e Matinho da Vila
Leonor Bianchi Alguém poderia me colocar em contato com o Martinho da Vila, por gentileza, para eu saber diretamente com ele como foi sua amizade com o Marcus Pereira, já que esse tema foi levantado em duas lives durante o CICLO de conversas ‘A gravadora de Discos Marcus Pereira e […]

Martinho da Vila e Marcus Pereira


20200723_100055_0000
Revista do Choro promove CICLO de Conversas’ sobre a gravadora Discos Marcus Pereira Leonor Bianchi É com imensa alegria que anuncio o primeiro ‘CICLO de Conversas’ da Revista do Choro: A gravadora Discos Marcus Pereira e o Mapa Musical do Brasil Para participar da mesa de hoje acesse o link […]

Começa hoje na Revista do Choro o ciclo de conversas ...



quinteto_violado
Leonor Bianchi “Flautista e editora arretada  você, viu?! Conheci Marcus Pereira em 197 num show que produzi na Nova Jerusalém, em Pernambuco. Era a primeira apresentação de um grupo de músicos de Recife, que não tinha nome ainda. Ele gostou muito do trabalho e convidou o grupo pra fazer uma […]

Revista do Choro promove ciclo de debates sobre a Gravadora ...



O-violonista-Dino-Cordas-Divulgacao
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

Dino e a revolução do 7 cordas







FB_IMG_1581246861788
Leonor Bianchi Nossa infância musical Quero fazer uma matéria falando sobre a nossa mais tenra infância e a nossa mais antiga memória musical, passando pela infância dos 4, 5 aos 10, 12 anos de idade. Eu lembro muito do repertório que escutava nessa época, e ninguém, absolutamente nenhum dos meus […]

Nossa infância musical





JB junho de 1997 tia amelia e joao nogueira
Leonor Bianchi   Quem me conta mais sobre essa relação? Estou em contato com a biógrafa da Tia Amélia, Maria José Brandão, para produzir um conteúdo sobre o livro que ela está escrevendo a respeito da pianeira, para a Revista do Choro, mas essa eu acho que nem ela sabe… […]

Tia Amélia e João Nogueira





triangular-1024x638
Leonor Bianchi Autor do clássico livro ‘O Choro’ reminiscências dos chorões antigos’, ‘Alexandre Gonçalves Pinto, (1936), conhecido como ‘Animal’ ficou mais popular do que seu irmão, o flautista chorão Quintiliano Gonçalves Pinto (1860?-1925?). Mais velho que Alexandre, Quintiliano era  um dos chorões mais tradicionais pelas rodas de choro do Rio. […]

O irmão do Animal







Radamés Gnattali e Pixinguinha. Ilustração feita para revista O Cruzeiro. Acervo Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

Os 110 anos de Nássara




.
Leonor Bianchi ‘A história de ‘Carinhoso’ na palavra de Pixinguinha’ é o título da entrevista que abriu, em 9 de maio de 1950, a série ‘Como se faz um sucesso’, publicada na glamourosa e hoje extinta Revista do Rádio. O jornalista cujo nome não é revelado na entrevista vai até a […]

Pixinguinha conta como compôs ‘Carinhoso’, como João de Barro fez ...


IMG-20190926-WA0149
Leonor Bianchi Foram três meses de muito trabalho e muita alegria na redação da Revista do Choro, base da Editora Flor Amorosa, proponentes do Prêmio Marcus Pereira. Recebemos 371 projetos ao todo nas duas categorias propostas pelo Prêmio: Produção Fonográfica e Produção Editorial. Como é rica a nossa produção cultural!!!!!!! […]

Prêmio Marcus Pereira divulga vencedores de sua 1a edição



Tania Carvalho biografa de musicos citada jornal da ABI discus marcus pereira~2
Leonor Bianchi Pesquisando sobre Marcus Pereira encontrei esta matéria com a GRANDE jornalista, que muito me inspira, pesquisadora, biógrafa de grandes artistas brasileiros, dentre eles, músicos de renome internacional, e que trabalhou diretamente com Marcus Pereira na Gravadora Discos Marcus Pereira, quando saiu da Manchete, Tania Carvalho. Segundo ela conta […]

Tania Carvalho: a jornalista da Discus Marcus Pereira









Mockups Design
Leonor Bianchi Segunda-feira termina a pré venda do livro ‘NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da trajetória do grupo musical carioca Os Oito Batutas e suas articulações com o pensamento musical brasileiro’ Editora Flor Amorosa. Ouça uma entrevista com o autor e peça seu exemplar clicando aqui.   Invista em cultura! Assine […]

Livro ‘NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da trajetória do grupo ...







Dos 10 anos de Mostra Cinema Popular Brasileiro, que fiz aqui em Lumiar, Nova Friburgo, sete aconteceram nesse casario secular, em São Pedro da Serra
Leonor Bianchi Os vídeos que tenho publicado no meu perfil pessoal do Facebook e não na fanpage da Revista do Choro, falando sobre choro, sobre a revista, sobre música tem tido bastante audiência. Então, resolvi publicar esse conteúdo direto na revista. Acho que já deu pra perceber que eu não […]

Artistas brasileiros, valorizem mais o Brasil e o povo brasileiro!





donga-samba~2
Leonor Bianchi Esta semana conheci Márcia Zaíra, neta de Donga, através de várias mensagens de áudio e texto trocadas pelo aplicativo de conversa WhatsApp. Quem me ajudou neste contato foi o sambista Didu Nogueira, também da família e que já estava me ajudando quando comecei a escrever a primeira parte […]

Pelo zap zap a generosidade da neta do compositor de ...












Eu na redação da Revista do Choro estudando flauta.
Leonor Bianchi Os cinco anos de experiência editando a Revista do Choro estão na matéria Caminhos do choro brasileiro, da jornalista Marian Trigueiros, publicada hoje no caderno de Cultura da Folha de Londrina. Obrigada à editora de Cultura da Folha de Londrina, Célia Musilli e a Marian Trigueiros, redatora da […]

Revista do Choro ganha destaque na grande imprensa




images (3)
Leonor Bianchi A valsa Rosa, de Pixinguinha, foi composta na primeira década do século passado, época em que não se admitia música em duas partes. O “trio”, ou terceira parte da música era obrigatório. O Choro ‘Carinhoso’, também de Pixinguinha, ficou na gaveta anos porque o velho chorão tinha vergonha […]

Você já ouviu a valsa ‘Rosa’, de Pixinguinha, com as ...


joao-pernambuco_rev_0~3
Leonor Bianchi Quando lembramos d’Os Oito Batutas pensamos logo na liderança do grupo por Pixinguinha partilhada com Donga. Porém não podemos esquecer que Os Oito Batutas ‘surgiu/ saiu’ do Grupo do Caxangá, liderado por um dos maiores violonistas do mundo, o brasileiro semi-alfabetizado nascido no sertão miserável de Pernambuco: João […]

João Pernambuco: um Batuta esquecido










Rua da Floresta, onde nasceu Pixinguinha.
Leonor Bianchi Ainda falando sobre a origem do apelido de Pixinguinha dado por sua prima e não pela sua avó, como comentamos ontem, aqui na Revista do Choro, nada melhor do que lembrarmos sob qual contexto nosso maestro nasceu. Nesta foto podemos ver um Rio de Janeiro ainda muito rural, […]

A rua onde Pixinguinha nasceu





Primeira formação dos Oito Batutas: Pixinguinha, na flauta, Donga e Raul Palmieri, no violão, Nelson Alves, no cavaquinho, China, no canto, violão e piano, José Alves, no bandolim e ganzá e Luis de Oliveira na bandola e reco-reco.
Leonor Bianchi ‘Nós somos Batutas’ é o nome do livro que estou publicando pela Editora Flor Amorosa como menção e homenagem ao centenário de formação dos Oito Batutas celebrado este ano. Para adquirir o livro clique aqui. O livro de Izomar Lacerda “apresenta um estudo antropológico sobre o ambiente artístico-musical carioca do […]

Nós somos Batutas



Marcus Pereira na revisra Manchete 2
Leonor Bianchi Seguindo com a série Memória da Gravadora Discos Marcus Pereira, destaco hoje uma matéria feita pela extinta Revista Manchete com o fundador da gravadora; o próprio Marcus Pereira. O LIVRO ‘Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil’, do jornalista André Picolotto, lançamento da Editora Pizindim, conta a história […]

Marcus Pereira: um visionário na indústria fonográfica brasileira


images (3)
Leonor Bianchi Seguindo com a série Memória Discos Marcus Pereira, hoje relemos a crítica de José Ramos Tinhorão feita ao LP de Cartola, gravado pela Discos Marcus Pereira em 1974. Ainda neste artigo, leia a abertura do primeiro capítulo do livro ‘Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil’, do […]

Tinhorão, Cartola e uma gravadora de tirar o chapéu


waldir radio record IMS
Leonor Bianchi Há alguns anos circula na internet um vídeo divulgando o péssimo estado em que se encontra o túmulo do nosso grande cavaquinista Waldir Azevedo, em Brasília. Mas esse vídeo está errado, ele transmite uma informação equivocada porque os restos mortais de Waldir Azevedo foi transferido para o cemitério […]

A memória de Waldir Azevedo



Screenshot_2018-12-10-09-11-30
Leonor Bianchi A foto rara em que Pixinguinha aparece regendo uma orquestra foi encontrada no Jornal do Brasil ilustrando um artigo de José Ramos Tinhorão sobre o segundo disco lançado pela Gravadora Discos Marcus Pereira, o disco Brasil, flauta, bandolim e violão; um álbum totalmente dedicado ao choro, gravado com […]

Uma foto rara do Maestro Pixinguinha


Leonor Bianchi Em 1974 era lançado o segundo LP da Gravadora Discos Marcus Pereira. Brasil, flauta, bandolim e violão influenciou as últimas quatro gerações de instrumentistas de choro. Sob a direção musical de Nelson Freitas, o bandolinista paraibano Josevandro Pires de Carvalho gravou seu primeiro LP pela Gravadora Discos Marcus […]

Brasil, flauta, bandolim e violão por José Ramos Tinhorão


Pixinguinha na Marcus Pereira jornal 1975 Movimento cena brasileira Suburbio Carioca~3
Leonor Bianchi 1975 – A recém-criada Gravadora Discos Marcus Pereira, na contramão da produção fonográfica brasileira, que então era impulsionada pela música estrangeira, grava o LP ‘Pixinguinha de novo’, com interpretações dos flautistas Altamiro Carrilho e Carlos Poyares. O disco recebeu uma nota do crítico José Miguel Wisnik ilustrada por […]

Pixinguinha de novo e sempre!



images (10)~2
Leonor Bianchi Discos Marcus Pereira JB – Domingo, 10 de março de 1974 A Gravadora Discos Marcus Pereira acabava de se lançar no mercado fonográfico brasileiro. Num cenário desolador para a música popular brasileira, abandona pelas grandes gravadoras, que voltavam seus interesses para a música eletrônica, sobretudo a produzida nos […]

A crítica de Tárik de Souza para a Gravadora Discos ...










Beti e Pixinguinha
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

A mulher de Pixinguinha












6230b8f7605b48c5f5e8a4b76a1ca071
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

Quadrilha e Choro






Nilo Chagas, Dalva de Oliveira & Herivelto Martins are surrounded by Benedicto Lacerda holding a flute on the extreme right. Trio de Ouro got together in 1937
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

Choro e festa junina












jacog-do-bandolim
Por Nelson Menda JACOB O mundo parecia querer vir abaixo naquela cinzenta madrugada de domingo. Nuvens escuras avisavam que a tempestade estava próxima. Como um prenúncio aziago, o telefone tocou uma, duas, três vêzes.  “É para você, Jacob”, informou Adylia, sua esposa , passando-lhe o fone. O dono da casa atendeu, […]

O judeu Jacob do Bandolim


Camunga
Por André Diniz e Diogo Cunha Cláudio Lopes dos Santos, mais conhecido como Cláudio Camunguelo era pagodeiro de mão cheia e grande (que mais parecia uma raquete), enfiava sua flauta transversa na música que aparecesse pela frente. Virou uma figura lendária nas rodas de samba e de choro da cidade […]

Camunguelando










20171007_161245
Público que for à redação poderá assistir a pequenos espetáculos musicais, consultar o acervo da revista e degustar as cervejas artesanais de Friburgo armonizadas aos quitutes feitos no fogão à lenha da cozinha rural da casa A sede da Revista do Choro [e-ditora] – única publicação dedicada ao gênero produzida […]

Revista do Choro de portas abertas em Lumiar








bonfa corte
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

A face chorona de Luiz Bonfá





























jacob do bandolim
Redação O Instituto Jacob do Bandolim agradece e compreende as manifestações, algumas equivocadas, com relação a disponibilização de instrumentos secundários que pertenceram ao mestre Jacob, e esclarece que: Os dois instrumentos, os bandolins 01 e 02, com os quais Jacob gravou toda a sua discografia (centenas de faixas fonográficas), com exceção de algumas poucas […]

Diretores do Instituto Jacob do Bandolim enviam nota de esclarecimento ...




Garoto com seus instrumentos
Centenário de Nascimento de Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto Por Prof. José de Almeida Amaral Júnior São Paulo na primeira metade do século XX era uma urbe que crescia em ritmo acelerado. Central para o financiamento da cultura cafeeira, carro chefe da economia brasileira no período, recebia milhares de novos […]

Garoto: Uma breve história virtuosa



(67)DSCN3554_web 1
Leonor Bianchi Não fosse a ‘pena’ memorialista de Alexandre Gonçalves Pinto, o Animal, o flautista chorão Videira (presumivelmente nascido em 1860, no Rio de Janeiro, e desencarnado por volta de 1895), passaria sem ser notado nas páginas da história do choro. Foi em seu livro ‘O Choro: Reminiscências de chorões […]

Videira: Um flautista do choro que quase passou despercebido
















Pixinguinha-Caymmi-Vinicius-e-Baden em foto de David Drew Zingg
LEIA APENAS ESTE CONTEÚDO OU ASSINE A REVISTA DO CHORO E TENHA ACESSO A TODOS OS CONTEÚDOS DA PUBLICAÇÃO 1 vez : R$267,00 BRL - anualmente 3 vezes : R$90,66 BRL - mensalmente 12 vezes : R$22,83 BRL - mensalmente

Dorival Caymmi e o Choro