Os baús do choro


20210422_154105
Leonor Bianchi Há um ano atrás entrávamos em quarentena… Este é o segundo ano que não há roda de choro no Dia Nacional do Choro, aniversário de Pixinguinha (23 de abril de 1897 – 17 de fevereiro de 1976)… Clique aqui e saiba mais sobre a reedição deste clássico de […]

O Dia Nacional do Choro, aniversário de Pixinguinha – Por ...


história e inventário do choro
  ADQUIRA AGORA SEU EXEMPLAR, MAS ANTES VEJA TODAS AS PROMOÇÕES QUE CRIEI PRA VOCÊ CLICANDO AQUI!   SAIBA MAIS SOBRE ESTA COMPRA CLICANDO AQUI  SAIBA MAIS SOBRE O LIVRO E LEIA SUAS PRIMEIRAS PÁGINAS CLICANDO AQUI         VALOR DO LIVRO R$ 180,00 + FRETE R$ 15,00 […]

Compre aqui a reedição do clássico “Carinhoso Etc – história ...


Reedição da Flor Amorosa
Inaugurando o selo editorial 'brasileirinho'. Compre agora
CARINHOSO etc  História e Inventário do Choro Olá, amigos(a) e leitores(as) da Revista do Choro! Eu sou Leonor Bianchi, jornalista, editora da Revista do Choro, e quero convidá-los para este momento especial na vida da Editora Flor Amorosa, essa editora tão dedicada ao choro e à música popular brasileira, editora […]

CARINHOSO etc: história e inventário do choro








donga-samba~2
Leonor Bianchi Esta semana conheci Márcia Zaíra, neta de Donga, através de várias mensagens de áudio e texto trocadas pelo aplicativo de conversa WhatsApp. Quem me ajudou neste contato foi o sambista Didu Nogueira, também da família e que já estava me ajudando quando comecei a escrever a primeira parte […]

Pelo zap zap a generosidade da neta do compositor de ...





Da esquerda para a direita – Não identificado, Pixinguinha, Luis Silva e Jacob Palmieri. Sentados – Otávio Viana, Nelson Alves, João Pernambuco, Raul Palmieri e Donga
Leonor Bianchi Quando lembramos d’Os Oito Batutas pensamos logo na liderança do grupo por Pixinguinha partilhada com Donga. Porém não podemos esquecer que Os Oito Batutas ‘surgiu/ saiu’ do Grupo do Caxangá, liderado por um dos maiores violonistas do mundo, o brasileiro semi-alfabetizado nascido no sertão miserável de Pernambuco: João […]

João Pernambuco: um Batuta esquecido






Baús do choro
Os Baús do Choro com Leonor Bianchi* Convido a todos para conhecerem e curtirem este projeto cultural de guerrilha que estou fazendo no coreto da pracinha em frente a centenária banda Euterpe Lumiarense contando a história do choro através da biografia dos ‘Pais do choro’. São muitos os baús abertos […]

Os baús do choro



(67)DSCN3554_web 1
Leonor Bianchi Não fosse a ‘pena’ memorialista de Alexandre Gonçalves Pinto, o Animal, o flautista chorão Videira (presumivelmente nascido em 1860, no Rio de Janeiro, e desencarnado por volta de 1895), passaria sem ser notado nas páginas da história do choro. Foi em seu livro ‘O Choro: Reminiscências de chorões […]

Videira: Um flautista do choro que quase passou despercebido