Biblioteca do Choro




IMG-20200118-WA0013
Leonor Bianchi Uma palhinha do clarinetista Stanley Carvalho (SP), que estava em Florianópolis e participou da roda de choro que rolou no lançamento do livro “Nós somos Batutas’, de Izomar Lacerda, curadoria editorial minha pela Editora Flor Amorosa. A roda, organizada pelo flautista Bernardo Sens, do regional Choro Camará, aconteceu […]

Choro Camará e a ilustre participação do clarinetista Stanley Carvalho ...



Screenshot_2020-01-14-16-16-29
Leonor Bianchi Livro “Nós Batutas” será lançado nesta 5a feira em Florianópolis com participação do regional Choro Camará Na próxima 5a feira, dia 16, às 19h, na Letraria Livros do  MULTI Open Shopping, em Florianópolis, o antropólogo Izomar Lacerda lançará seu livro “Nós Somos Batutas: uma antropologia da trajetória do […]

Livro “Nós somos Batutas” será lançado em Florianópolis com participação ...











marcus-pereira~2
Sobre o livro Neste livro, o enredo foi reconstituído com tamanha verdade que eu próprio, um de seus protagonistas, experimentei a sensação de visitar o passado. Algumas portas foram reabertas, pessoas reapareceram. Soaram instrumentos, principalmente violas, rabecas e tambores. Emoções antigas vieram à tona. O sonho não acabou. É bom […]

Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil



Mockups Design
Leonor Bianchi Segunda-feira termina a pré venda do livro ‘NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da trajetória do grupo musical carioca Os Oito Batutas e suas articulações com o pensamento musical brasileiro’ Editora Flor Amorosa. Ouça uma entrevista com o autor e peça seu exemplar clicando aqui.   Invista em cultura! Assine […]

Livro ‘NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da trajetória do grupo ...


Screenshot_2019-07-11-07-07-47
Leonor Bianchi Finalmente, após longos sete meses estou enviando o livro ‘NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da trajetória do grupo musical carioca Os Oito Batutas e suas articulações com o pensamento musical brasileiro’, Editora Flor Amorosa, para a gráfica. A mudança do nome da editora nos fez precisar ter bastante paciência. […]

Saindo do prelo!


20190620_095322_HDR
Leonor Bianchi Você sabia que a viola também está relacionada ao choro? Esta semana recebi na redação da revista o livro Viola Caipira: das práticas populares à escrita da arte (O aviamento no Brasil) resultado da tese de doutorado de Roberto Corrêa, defendida na Escola de Comunicação e Artes da […]

A viola e o choro








joao-pernambuco_rev_0~3
Leonor Bianchi Quando lembramos d’Os Oito Batutas pensamos logo na liderança do grupo por Pixinguinha partilhada com Donga. Porém não podemos esquecer que Os Oito Batutas ‘surgiu/ saiu’ do Grupo do Caxangá, liderado por um dos maiores violonistas do mundo, o brasileiro semi-alfabetizado nascido no sertão miserável de Pernambuco: João […]

João Pernambuco: um Batuta esquecido






Mockups Design
  RESERVE SEU EXEMPLAR     Para adquirir o livro preencha o formulário e escolha uma forma de pagamento para concluir a compra Carregando…   >> Livro Nós somos Batutas R$ 77,00 com frete incluído para todo o Brasil (através de transferência bancária) R$ 87,00 com frete incluído para todo o Brasil (pelo PagSeguro)   Dados […]

Compre aqui o livro NÓS SOMOS BATUTAS: uma antropologia da ...



Em breve pela Editora Pizindim Nós somos Batutas: uma antropologia da trajetória do grupo musical carioca Os Oito Batutas e suas articulações com o pensamento musical brasileiro O centenário dos Oito Batutas e motivo de celebração na Editora Pizindim, que está lançando o livro ‘Nós somos Batutas: uma antropologia da trajetória do […]

Nós somos Batutas: uma antropologia da trajetória do grupo musical ...


28-03.indd
Leonor Bianchi É com muito orgulho que a  Editora Flor Amorosa lança o livro ‘Nós somos Batutas’, do cientista social e antropólogo Izomar Lacerda.  O livro integra uma curadoria que venho criando desde 2017 no âmbito da Editora Flor Amorosa para homenagear o centenário dos Oito Batutas, celebrado este ano. […]

Nós somos Batutas – Podcast com o cientista social e ...




Primeira formação dos Oito Batutas: Pixinguinha, na flauta, Donga e Raul Palmieri, no violão, Nelson Alves, no cavaquinho, China, no canto, violão e piano, José Alves, no bandolim e ganzá e Luis de Oliveira na bandola e reco-reco.
Leonor Bianchi ‘Nós somos Batutas’ é o nome do livro que estou publicando pela Editora Flor Amorosa como menção e homenagem ao centenário de formação dos Oito Batutas celebrado este ano. Para adquirir o livro clique aqui. O livro de Izomar Lacerda “apresenta um estudo antropológico sobre o ambiente artístico-musical carioca do […]

Nós somos Batutas


Marcus Pereira na revisra Manchete 2
Leonor Bianchi Seguindo com a série Memória da Gravadora Discos Marcus Pereira, destaco hoje uma matéria feita pela extinta Revista Manchete com o fundador da gravadora; o próprio Marcus Pereira. O LIVRO ‘Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil’, do jornalista André Picolotto, lançamento da Editora Pizindim, conta a história […]

Marcus Pereira: um visionário na indústria fonográfica brasileira


images (3)
Leonor Bianchi Seguindo com a série Memória Discos Marcus Pereira, hoje relemos a crítica de José Ramos Tinhorão feita ao LP de Cartola, gravado pela Discos Marcus Pereira em 1974. Ainda neste artigo, leia a abertura do primeiro capítulo do livro ‘Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil’, do […]

Tinhorão, Cartola e uma gravadora de tirar o chapéu



Screenshot_2018-12-10-09-11-30
Leonor Bianchi A foto rara em que Pixinguinha aparece regendo uma orquestra foi encontrada no Jornal do Brasil ilustrando um artigo de José Ramos Tinhorão sobre o segundo disco lançado pela Gravadora Discos Marcus Pereira, o disco Brasil, flauta, bandolim e violão; um álbum totalmente dedicado ao choro, gravado com […]

Uma foto rara do Maestro Pixinguinha


Leonor Bianchi Em 1974 era lançado o segundo LP da Gravadora Discos Marcus Pereira. Brasil, flauta, bandolim e violão influenciou as últimas quatro gerações de instrumentistas de choro. Sob a direção musical de Nelson Freitas, o bandolinista paraibano Josevandro Pires de Carvalho gravou seu primeiro LP pela Gravadora Discos Marcus […]

Brasil, flauta, bandolim e violão por José Ramos Tinhorão


Pixinguinha na Marcus Pereira jornal 1975 Movimento cena brasileira Suburbio Carioca~3
Leonor Bianchi 1975 – A recém-criada Gravadora Discos Marcus Pereira, na contramão da produção fonográfica brasileira, que então era impulsionada pela música estrangeira, grava o LP ‘Pixinguinha de novo’, com interpretações dos flautistas Altamiro Carrilho e Carlos Poyares. O disco recebeu uma nota do crítico José Miguel Wisnik ilustrada por […]

Pixinguinha de novo e sempre!



images (10)~2
Leonor Bianchi Discos Marcus Pereira JB – Domingo, 10 de março de 1974 A Gravadora Discos Marcus Pereira acabava de se lançar no mercado fonográfico brasileiro. Num cenário desolador para a música popular brasileira, abandona pelas grandes gravadoras, que voltavam seus interesses para a música eletrônica, sobretudo a produzida nos […]

A crítica de Tárik de Souza para a Gravadora Discos ...



Mockups Design
RESERVE SEU EXEMPLAR   O livro do jornalista André Picolotto é um trabalho de reportagem, preocupado em contar a história da Gravadora Marcus Pereira a partir de uma narrativa interessante, com base em depoimentos e escritos dos seus personagens centrais. Reserve seu exemplar Preencha o formulário e escolha uma forma de […]

Compre aqui o livro Discos Marcus Pereira: uma história musical ...























Abismo de rosas vida e obra de Canhoto de sérgio estephan
Redação Resultado de pesquisa acadêmica do historiador Sérgio Estephan, livro apresenta a trajetória de uma das principais referências do violão instrumental brasileiro Em Abismo de rosas, as Edições Sesc São Paulo resgatam a trajetória de Américo Jacomino, o “Canhoto” (1889-1928), uma das principais referências do violão instrumental brasileiro. Fruto de extensa pesquisa […]

Edições Sesc São Paulo lançam Abismo de rosas, biografia do ...



interrogando joao pernambuco detalhe
Interrogando, de João Pernambuco, e sua relação com as práticas do jongo MODALIDADE: Música Popular Marcus Facchin Bonilla marcus@marcusbonilla.com.br – UDESC Acácio Tadeu de Camargo Piedade acaciopiedade@gmail.com – UDESC Resumo: Esse artigo traz uma análise da peça Interrogando, de João Pernambuco (João Teixeira Guimarães), violonista e compositor brasileiro do início […]

Interrogando, de João Pernambuco, e sua relação com as práticas ...








20171007_161245
Público que for à redação poderá assistir a pequenos espetáculos musicais, consultar o acervo da revista e degustar as cervejas artesanais de Friburgo armonizadas aos quitutes feitos no fogão à lenha da cozinha rural da casa A sede da Revista do Choro [e-ditora] – única publicação dedicada ao gênero produzida […]

Revista do Choro de portas abertas em Lumiar









chico recorteada banner home revista do choro
Por Leonor Bianchi Niteroisense, Francisco Falcon começou tocando violão aos treze anos, e hoje tem quase 25 anos de experiência como instrumentista, professor, produtor, compositor e arranjador. Toca contrabaixo acústico e elétrico, violoncelo, violão, violão tenor, guitarra, teclado, flauta doce e transversa. Eclético, seu estilo vai do jazz ao rock, […]

Revista do Choro conversa Francisco Falcon. O músico está lançando ...
































Em sua estada no Rio de Janeiro, o autor Sergio Aires presenteou o flautista Antonio Rocha [à esquerda] com seu livro Pensadores do Choro
Redação O instrumentista paraibano Sergio Aires (27) foi o grande vencedor do I Edital de Fomento à Produção Literária ‘Pensadores do Choro’, na categoria Crônicas e Memórias, promovido no final de 2014 pela #e-ditora (Rio de Janeiro) e Revista do Choro. Sergio, professor do Programa de Inclusão através da Música e das Artes (PRIMA) venceu o edital com seu […]

Livro Pensadores do Choro será lançado em João Pessoa





(67)DSCN3554_web 1
Leonor Bianchi Não fosse a ‘pena’ memorialista de Alexandre Gonçalves Pinto, o Animal, o flautista chorão Videira (presumivelmente nascido em 1860, no Rio de Janeiro, e desencarnado por volta de 1895), passaria sem ser notado nas páginas da história do choro. Foi em seu livro ‘O Choro: Reminiscências de chorões […]

Videira: Um flautista do choro que quase passou despercebido