Especial Pais do Choro: Série Pixinguinha: Muita história ainda para contar – Hoje: Pixinguinha, o menino chorão e seu primeiro instrumento


Pixinguinha: O menino chorão e seu primeiro instrumento

Por Leonor Bianchi

Pouca gente sabe, mas o primeiro instrumento de Pixinguinha foi o cavaquinho.

Ainda menino, Alfredo da Rocha Viana Jr. participava da roda de chorões com um cavaquinho dado por seu pai, Alfredo da Rocha Viana, flautista apaixonado por choro, e por seus irmãos Henrique e Léo, violonistas e iniciadores do menino na arte de acompanhar polcas, valsas, xótis, maxixes…

Pixinguinha é o menino com o cavaquinho á direita, atrás dele está seu pai, Alfredo da Rocha Viana e a famíla Viana com amigos.

Pixinguinha é o menino com o cavaquinho á direita, atrás dele está seu pai, Alfredo da Rocha Viana e a famíla Viana com amigos.

O pai de Pixinguinha tinha três cadernos repletos de choros e o pequeno ‘Pizindim’, como era chamado por sua avó, não perdia um encontro na velha Pensão Viana. A “Pensão Viana” era a casa de Pixinguinha, seu pai alugava quartos para ajudar no sustento da filharada. A pensão vivia cheia de chorões e entre os hóspedes o officleidista e compositor Irineu de Almeida, que acabou se tornando o professor de música do menino Pixinguinha.

Em 1908, o menino chorão já acompanhava tudo que seu pai tocava e seus irmãos abismados com o ouvido daquele menino o passaram para a flauta. Inicialmente com a flautinha de folha e iniciado com a artinha do Francisco Manuel. Logo, o menino prodígio estava dominando a flauta transversa e daí para o professor Irineu de Almeida levá-lo para tocar no Rancho ‘Filhas da Jardineira’ foi um pulo. Mas aí é outra história…

Toda segunda-feira, a Revista do Choro traz um artigo Especial Pais do Choro: Série Pixinguinha: Muita história ainda para contar. Acompanhe!

imprensabr
Author: imprensabr

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.