Para historiador da Universidade de Columbia, Donga e Pixinguinha foram os ícones da ‘figura do sambista pouco preocupado com política e dinheiro, símbolo da teoria sobre a harmonia entre as raças no Brasil’


Conteúdo exclusivo para assinantes. Escolha seu Plano de Assinatura no menu do site, registre-se e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista do Choro.