LIVE histórica abre ciclo de conversas sobre a gravadora Discos Marcus Pereira, produzido pela Revista do Choro


Leonor Bianchi

No último sábado tive a honra de mediar a primeira Live da Revista do Choro – a gravadora Discos Marcus Pereira e o mapa musical do Brasil -, que contou com a ilustre participação de um mito do jornalismo e da produção artística musical no Brasil e um dos fundadores da gravadora Discos Marcus Pereira: Aluízio Falcão.

Também participou da mesa o jornalista, pesquisador e autor do livro “Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil”, André Picolotto.

A mesa contou com mediação de Felipe Siles (SP) na transmissão.

Na live histórica, Aluízio Falcão comentou sobre os fatos que o levaram a trabalhar com Marcus Pereira, e como a gravadora foi criada. Ressaltou diversos momentos da sua intensa e curta participação à frente da direção artística da Marcus Pereira comentando os projetos de pesquisa da gravadora, com destaque nos LPs da série Música Popular do Nordeste, a pesquisa sobre as escolas de samba do Rio de Janeiro, seu encontro com o sambista Cartola, lançado aos 67 anos pela Marcus Pereira.

Live histórica com participação de Aluízio Falcão, sócio e produtor artístico da Marcus Pereira, abriu o CICLO de conversas "A gravadora Discos Marcus Pereira e o mapa musical do Brasil', que segue ao longo de agosto na Revista do Choro. A mesa contou também com a presença do jornalista, pesquisador e autor do livro "Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil" (2019/ Editora Flor Amorosa), André Picolotto.

Live histórica com participação de Aluízio Falcão, sócio e produtor artístico da Marcus Pereira, abriu o CICLO de conversas “A gravadora Discos Marcus Pereira e o mapa musical do Brasil’, que segue ao longo de agosto na Revista do Choro. A mesa contou também com a presença do jornalista, pesquisador e autor do livro “Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil” (2019/ Editora Flor Amorosa), André Picolotto.

André Picolotto falou sobre o processo de pesquisa para o seu projeto de conclusão de curso de jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina, que originou o texto Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil (publicado em livro em 2019 pela Editora Flor Amorosa), no qual ele entrevista Aluízio Falcão e o produtor musical da gravadora João Carlos Botezelli, Pelão, responsável pelo lançamento de Cartola, sua primeira grande contribuição enquanto atuou na Marcus Pereira.

No próximo sábado, dia 8 de agosto, às 11h, a segunda mesa do Ciclo recebe a participação da filha de Marcus Pereira, Luciana Pereira, emancipada aos 18 anos para ser sócia da gravadora e assim colaborar com a continuidade do projeto de seu pai à frente do empreendimento visionário e altruístico; de sua segunda companheira, que fora diretora artística da gravadora, Carolina Andrade. Também irá compor a mesa Fabio Berringer. Sobrinho de Marcus Pereira, seu companheiro em diversas atividades dentro da gravadora, atuou por toda sua existência na técnica, no som direto, e vai nos contar um pouco sobre suas memórias nos estudios que lançaram muitos nomes hoje consagrados na música popular brasileira. Aguardamos com muita ansiedade ainda a participação do compositor e violonista Renato Teixeira, autor de “Romaria”, música que ele apresentou pessoalmente a Marcus Pereira escrita num guardanapo de papel e que ao ler Marcus disse: “vamos gravar vamos lançar!’

Veja a programação completa do CICLO de conversas “A gravadora Discos Marcus Pereira e o mapa musical do Brasil” clicando aqui.

Fomente!

Assine a Revista do Choro!

Para assinar a revista clique aqui.