Songbook do Choro Curitibano | Compositores • Herminia Lopes Munhoz


Leonor Bianchi

Dentre os compositores relacionados no Songbook do Choro Curitibano (Thiago Portella, Vl.1, 2012) está o nome da pianista Herminia Lopes Munhoz, a Dona Maninha.

20180901_074821_HDR~2

Hermínia se destacou no ambiente de muitos homens e num tempo em que a mulher não era ainda aceita nas rodas de convívio social.

Nascida em 25 de junho de 1887, em Curitiba, ela cresceu sobre fortes influências culturais, pois seus pais promoviam saraus. A mãe, Guilhermina da Cunha Lopes era pianista e o avô materno, Jacinto Manoel da Cunha, foi seu primeiro professor de música.

A ‘Casa da Música’, como ficou conhecida a residência de sua família foi o ambiente onde iniciou sua formação musical com base na música erudita estudando técnicas de repertório solfejo e teoria. 
Amante também da cultura popular, Hermínia apreciava e interpretava tangos maxixes e choros em seu piano.
Como muitos pianistas do final do século XIX Herminiatambém tocou em salas de cinema. Foi quando mudou-se de Curitiba para Piraí do Sul para poder trabalhar. Acompava sessões de cinema (ainda mudo) no extinto Cine Íris, uma das primeiras salas de cinema do Paraná.
Dominava plenamente a técnica musical e era muito criativa, o que lhe foi muito positivo durante este período em que acompanhava as exibições de cinema, uma vez que precisava seguir as diversas ambiências propostas pelas cenas narradas no filme.
De suas composições foram editados dois livros um em 1953 e outro em 1964. Dez anos antes a pianista gravou o seu único disco em acetato. Dez anos depois, em 13 de abril de 1974 ela faleceu.
 Sobre sua personalidade dizem que tinha bom humor, era generosa, tinha carisma e muito amor pela família.
O Songbook traz as partituras das músicas ‘Ilusão’ (schottish) e ‘Juventude’ (valsa), compostas por Herminia Lopes Munhoz.